Quer mais do que uma introdução? Leia a respeito da nossa visão e do nosso objetivo e depois mergulhe nestas duas mensagens fundamentais:


Ser Cristão


O Senhorio de Jesus Cristo

No que Cremos – Introdução

As igrejas da A Palavra Viva ensinam os mesmos princípios bíblicos e as mesmas doutrinas sobre os quais se apóiam outras igrejas cristãs convencionais, entre eles:
  • A Bíblia Sagrada é a Palavra do Deus vivo verbalmente inspirada.
  • Deus Se manifesta eternamente em três pessoas: Pai, Filho e Espírito Santo.
  • Nosso Senhor Jesus Cristo é o senhor soberano sobre cada crente e sobre a igreja local e nós, crentes, nos submetemos tão somente a Ele.
  • O Espírito Santo produz fruto divino em nossas vidas.
  • A raça humana está perdida e espiritualmente morta devido ao pecado de Adão, mas Deus enviou Seu Filho Jesus Cristo para nos redimir do pecado e das doenças e para nos dar a vida eterna através do arrependimento e da fé em Cristo Jesus.
  • Há um lugar destinado aos salvos e um lugar destinado aos perdidos após esta vida.

Deus está buscando adoradores que O adorem em espírito e em verdade (João 4:23).
  • A adoração a Deus consiste no ato diário de nos curvarmos espiritualmente a Ele e de exaltá-Lo acima de todas as outras coisas na nossa vida.
  • Nossos cultos de adoração incluem adoração coletiva e louvor, conforme o exemplo bíblico neo-testamentário. “… louvando a Deus com salmos e hinos e cânticos espirituais, com gratidão em vossos corações.” (Colossenses 3:16). Efésios 5:19-20.
  • A sessão de cânticos conta com uma variedade de instrumentos musicais e é conduzida por líderes de adoração ungidos (Salmos 68:25; 33:2-3; 81:1-3; I Crônicas 25:1-7).

Adoração é a nossa reação ao mandamento e ao amor Dele por nós.
  • “Ouve, ó Israel: o Senhor nosso Deus é o único Senhor. Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de toda a tua força.” (Deuteronômio 6:4-5). Mateus 22:37; Marcos 12:29-30; Lucas 10:27.
  • O único objetivo dos nossos cultos de adoração é agradar e servir a Deus.
  • Nós O adoramos e O amamos … porque Ele nos amou primeiro (I João 4:19).

É responsabilidade dos renascidos em Cristo de todas as denominações lutarem em conjunto pela unidade de espírito que é produzida pela submissão ao senhorio de Cristo.
  • Nós reconhecemos que o Corpo de Cristo é composto de muitos membros, os quais possuem funções diversas, e que há uma relação de interdependência entre eles, pois cada membro precisa dos outros membros.
  • As igrejas da Palavra Viva estão buscando o nível de unidade no Corpo de Cristo que Jesus mencionou em João 17:21, quando orou ao Pai: “a fim de que todos sejam um… para que o mundo creia que Tu Me enviaste”.

Nossas igrejas promovem a edificação do Corpo de Cristo para que cheguemos à unidade da fé, ao pleno conhecimento do Filho de Deus e à maturidade associada à plenitude de Cristo (Efésios 4:12-13).
  • Deus estabeleceu o princípio de se falar a verdade em amor  para que os membros da igreja possam viver e trabalhar juntos, em unidade, e crescer em todos os aspectos em Cristo (Efésios 4:15).
  • O Corpo de Cristo cresce e edifica a si próprio em amor através da participação e do funcionamento específico de cada membro (Efésios 4:16).
  • Nós demonstramos publicamente a nossa estima e o nosso reconhecimento de cada um como membro precioso da família de Deus, digno de honra e de respeito pela sua fidelidade ao chamado Dele (I Coríntios 16:15-18; Romanos 16:1-4).
    • “Daí a cada um o que lhe é devido… a quem respeito, respeito; a quem honra, honra.” (Romanos 13:7)
    • “Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.” (Romanos 12:10)
    • “Dando sempre graças por tudo… sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo.” (Efésios 5:20-21).
  • A  esperança da glória de Deus está na manifestação de Jesus Cristo em cada crente (Colossenses 1:27).
    • Jesus Cristo está vindo… para ser glorificado nos Seus santos… e ser admirado em todos os que crêem…(II Tessalonicenses 1:10).

Deus estabelece as pessoas no Seu Corpo e as sujeita à Sua autoridade conforme Lhe agrada.
  • Cada crente precisa ter liberdade para seguir a direção de Deus para a sua vida. Desejamos que cada crente persevere na sua fé e cumpra seu destino onde quer que Deus escolher.
    • “Assim como o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, formam um só corpo, assim é Cristo também. Mas Deus colocou os membros no corpo, cada um deles como quis.” (I Coríntios 12:12, 18).
  • O estabelecimento de uma pessoa numa igreja da Palavra Viva se dá mediante a concordância das duas partes: do provável novo membro e da igreja em questão.
  • Da mesma forma, os membros têm liberdade para sair das nossas igrejas sem nenhuma condenação, e com a bênção de Deus, para continuarem caminhando com Ele em outro lugar onde Ele os venha a colocar (I Coríntios 12:18).

Nós incentivamos as nossas igrejas e os nossos membros  a exercerem uma influência positiva nas suas comunidades e vizinhanças.
  • “Assim resplandeça também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.” (Mateus 5:16).

Nosso compromisso é que as igrejas da Palavra Viva reflitam a unção e o modelo da Igreja do primeiro século descrita no Novo Testamento.
  • Nós aceitamos os ministérios de apóstolos, profetas, evangelistas, pastores, mestres, presbíteros, diáconos, socorros, governos, etc., conforme esboçado em Efésios 4:11; I Coríntios 12:27-31; Romanos 12:4-8; I Pedro 5:1-5; I Timóteo 3:8-10. Nos nossos cultos nós exercemos os dons espirituais que Deus concedeu, conforme descreve I Coríntios 12 e 14.
  • Nós acreditamos que o livro de Atos e as epístolas do Novo Testamento compõem o modelo de organização e funcionamento da Igreja de Jesus Cristo.
  • As igrejas da Palavra Viva crêem que é vital… batalharmos diligentemente pela fé que de uma vez por todas foi entregue aos santos (Judas 3).

Nós nos esforçamos por praticar diariamente um estilo de vida condizente com os princípios bíblicos nos quais cremos e os quais ensinamos.
  • “Assim também a fé, se não tiver obras, é morta em si mesma.” (Tiago 2:17)
  • “E perseveravam na doutrina dos apóstolos, na comunhão, no partir do pão e nas orações. Diariamente perseveravam unânimes… partiam pão de casa em casa, e tomavam as suas refeições com alegria e singeleza de coração. Era um o coração e a alma da multidão dos que criam…” (Atos 2:42, 46; 4:32).
Os visitantes que desejarem participar dos nossos cultos e conversar com os nossos ministros a respeito do que cremos serão muito bem-vindos.